Formato e regulamento do Surf Talentos Oceano Virtual 2020

By fecasurf | 12 de junho de 2020 | Destaque, Notícias

                                             Florianópolis (SC), 10 de junho de 2020

Mini Kalzone e Silverbay apresentam
Surf Talentos Oceano Virtual 2020Organização define critérios e procedimentos para a competição.

O critério de julgamento do Mini Kalzone e Silverbay apresenta Surf Talentos Oceano Virtual 2020  foi adequado ao formato do inédito evento pela equipe técnica da Fecasurf. Será a primeira competição virtual do país valendo pontos para um ranking estadual de surf.
     O campeonato tem o limite de vagas fixado para 128 surfistas, divididos em oito categorias, cada uma composta por 16 competidores. O julgamento dos atletas seguirá os mesmos padrões adotados nos eventos do circuito catarinense amador, de acordo com o parágrafo único do Livro de Regras 2020 da Fecasurf:
* Critério de Julgamento:
“O surfista deverá desenvolver a sua “performance” nas baterias, dentro dos conceitos chaves do Critério de Julgamento para maximizar o seu potencial de pontos na onda”.
Os juízes analisam os seguintes conceitos quando avaliam e pontuam as ondas surfadas pelos atletas em uma disputa:
– Compromisso e grau de dificuldade das manobras;
– Manobras inovadoras e progressivas;
– Combinação das principais manobras;
– Variedade de manobras;
– Velocidade, pressão e fluidez.*Importante:

– A ênfase em determinados conceitos do critério definido para esse evento com formato inédito de competição, poderá variar conforme as diferentes condições apresentadas pelo mar, em cada local escolhido pelos atletas para a captação de imagens de suas ondas.

-As notas dadas pelos juízes aos atletas, serão atribuídas com base em comparações entre as imagens envolvidas na disputa em cada categoria.

O critério de julgamento será o mesmo para todos os participantes. Os atletas deverão ajustar suas “performances” de acordo com as condições do swell e do local escolhido por eles para a disputa.
Como exemplo, duas praias catarinenses que oferecem ondas com formações diferentes: Vila (Imbituba-SC) e Brava (Itajaí-SC). A primeira (localizada no litoral sul do estado) tem como características ondas potentes, extensas e volumosas, o que exige do surfista uma leitura de onda apurada e específica para o lugar.
Na Brava de Itajaí(SC) a situação é oposta: são ondas rápidas, tubulares,  e  dependendo das condições, oferecem sessões com partes críticas para manobras. Os atletas que optarem por esta praia do litoral norte, deverão se enquadrar aos critérios de julgamento estabelecidos especificamente para este tipo de onda.
São estes detalhes como esses que fazem do Mini Kalzone e Silverbay apresenta Surf Talentos Oceano Virtual 2020 um evento diferenciado e inovador, que promete fazer história no surf brasileiro.

Procedimentos durantes as filmagens.
     Durante os dois dias oficiais de competição determinados pela direção de prova no período de espera (de 19/06 a 09/07), a organização estipulou regras que devem ser seguidas pelos atletas e suas equipes de produção.
Antes de começar os registros em vídeo das sessões de surf para a disputa virtual, cada competidor deverá realizar uma breve introdução filmada, narrando as condições do lugar, e mostrando nas imagens alguns pontos importantes como :
1- A data e o horário em que serão feitas as filmagens oficiais para o evento. Poderá ser mostrada a tela do celular como registro oficial;
2 – Mostrar a prancha e o traje que será utilizado durante a sessão de vídeo (para identificação nas imagens);
3- Mostrar o que tem em torno da praia e suas características para reconhecimento, o nome do pico e o nome da cidade em que estará realizando a captação das imagens;
4- Mencionar as condições das ondas no dia das filmagens;
5- Em caso de mais de uma sessão de surf para o registro das “performances”, deve-se realizar o mesmo procedimento mencionado acima (seja no mesmo dia ou na mesma praia ou não) para oficializar as imagens;
6- Os atletas e suas equipes de produção deverão enviar as imagens escolhidas com boa resolução em arquivos separados. A apresentação de cada sessão filmada e de cada onda salva, deverá ser gravada em um arquivo no formato estabelecido pela organização, e enviada por email pelo atleta ou pelo seu representante legal, determinado previamente.
Quadro técnico do Mini Kalzone e Silverbay apresenta
Surf Talentos Oceano Virtual 2020:
O quadro técnico do Mini Kalzone e Silverbay apresenta Surf Talentos Oceano Virtual 2020 será formado por 10 juízes, divididos em dois grupos de cinco, que julgarão as imagens enviadas pelos competidores:
– Grupo 1: Luli Pereira (Fecasurf), Tulio Koerich (Fecasurf /ABRASP), Nelson Mitke (Fecasurf), Cristiano Melo (Fecasurf) e Balu Schroeder (Fecasurf);
 -Grupo 2: Luiz Antonio Dantas (Fecasurf) , Carybean Heleodoro (D.T* Fecasurf), Jordão Bailo Junior (Fecasurf), Maurílio Kfouri (Fecasurf) e Erivelton “Neguitcha” Cristovão (Fecasurf).
*D.T- Diretor Técnico da Fecasurf;
-Locutor: Christyan Ferro (Fecasurf).A segunda etapa do Mini Kalzone e Silverbay apresentam Surf Talentos Oceano Virtual 2020 (segunda etapa do Circuito Catarinense Amador Fecasurf) – Oceano 40 anos.

– Janela de Espera da competição: de 19 de junho a 09 de julho de 2020;
– Apresentação: Mini Kalzone e Silverbay;
– Patrocínio: Oceano;
– Apoio: SRS Surfboards, Sibon Charters, Kbral Centro Automotivo, Lord Of The Sea, Planeta Surf, Dalila Textil, Keep the Ocean Blue e Eco Local Brasil.
– Produção e Realização: Swell Eventos;
– Homologação e Supervisão Técnica: Fecasurf;
– Divulgação: Waves e NOB (Nas Ondas com Banana).

Assessoria de Imprensa: João Lopes – Jornalista – CTPS/Série: 20661/121/31
Contato: prime.press07@gmail.com – Fone: (48) 999608 -4847

 
Cartaz oficial da inédita etapa do Surf Talentos Oceano Virtual 2020. Divulgação: @swelleventos
Divulgação: Swell Eventos e Fecasurf.
Divulgação: Swell Eventos e Fecasurf.
Divulgação: Swell Eventos e Fecasurf.
Os atletas do Circuito Surf Talentos Oceano disputarão pela primeira vez na história uma etapa Virtual valendo pontos para o ranking estadual Fecasurf. Luiz Mendes durante a prova que abriu a temporada 2020 do circuito, em São francisco do Sul (SC). Foto: M.David/Oceano