Início » Costão do Santinho Resort reforça investimento no esporte e mantem parceria com WQS 6000 Red Nose Pro Florianópolis SC

Costão do Santinho Resort reforça investimento no esporte e mantem parceria com WQS 6000 Red Nose Pro Florianópolis SC

por fecasurf
0 comente

A retaguarda do Red Nose Pro 15 Florianópolis SC, que terá as finais neste domingo (25), na Praia do Santinho, não poderia ter mais qualidade

A hospedagem oficial da comissão técnica e da maioria dos atletas de 24 países inscritos no evento é feita no Costão do Santinho Resort, Golf e Spa, a incríveis 200 metros do palanque. O visual para a praia, o atendimento e também a proximidade (indo direto pela areia) agradam a todos os participantes.

Além de receber toda a “galera” do surf, o empreendimento, considerado o melhor resort de praia do Brasil, é patrocinador oficial do evento QS 6000. Foi assim, também, nas outras edições que a etapa do Mundial Qualifying Series (QS) foi realizada na praia no extremo norte da Ilha de Santa Catarina. Idealizador do Costão do Santinho, o empresário Fernando Marcondes de Mattos, 76 anos, mistura a paixão pelo esporte com a projeção da imagem positiva do resort, com a divulgação da competição.

“Há 20 anos participamos de eventos de surf, desde pequenos, comandados pelo Reiginaldo (Ferreira, da Associação de Surf dos Ingleses e Santinho), até os internacionais como esse. Primeiro porque projeta a Praia do Santinho, pela qualidade da água. Surfista não gosta de estar em água suja; segundo porque o Costão tem como um dos seus pilares o esporte; e terceiro, é o prazer de ver uma competição importante realizada aqui no nosso canto”, ressalta Marcondes.

Ele ressalta que sempre procura promover grandes disputas. No mês passado, por exemplo, recebeu a Copa Davis de Tênis. “Agora temos esse campeonato com surfistas de 24 países. Isso qualifica a praia e, consequentemente, repercute a imagem positiva do Costão do Santinho”, argumenta o empresário, enaltecendo o esporte como uma importante ferramenta para o turismo.

Marcondes recorda com orgulho o início de tudo, ainda na década de 70. “Comprei um terreno, a estrada era de barro. Gostei, comprei outro e, no final, foram 28 terrenos. Planejamos, colocamos numa maquete e o executamos em dez anos”, recorda o proprietário do Costão do Santinho, que na época não trabalhava com turismo e hoje é destaque entre os executivos no ramo da hotelaria brasileira.

Com capacidade para 1.400 hóspedes e média anual de 200 mil turistas, o resort conta com 750 funcionários e prima pelo bom atendimento e cortesia. “É um sonho realizado. Muita alegria. Porque não imaginávamos que fosse ter essa dimensão. Ser reconhecido, como está sendo, há sete anos considerado o melhor resort de praia do Brasil, com uma repercussão e resultado econômico muito interessante, que mostra a qualidade dos nossos serviços. Estamos satisfeitos, felizes”, completa.

O QS 6000 Red Nose Pro 15 Florianópolis SC é válido pela 32ª etapa do Circuito tem o seu dia decisivo neste domingo (25), com expectativa de praia cheia. Além do show de surf, uma das atrações será o concurso Gata Red Nose, no palanque. O evento começou na terça-feira, reunindo 144 surfistas de 24 países, em busca dos 6000 pontos no ranking e a premiação de US$ 25 mil ao vencedor, de um total de US$ 150 mil. As disputas são transmitidas ao vivo pela internet, pelo link www.rednosepro.com.

OITAVAS – Assim como na sexta-feira, os paulistas Deivid Silva e Alex Ribeiro se destacam nas ondas do Santinho, no quarto round, neste sábado, garantindo vagas nas oitavas-de-final. Quem também foi muito bem, mais uma vez, foi o capixaba Krystian Kymerson, que desde a fase inicial do evento, garante scores altos, e os cearenses Michael Rodrigues e Heitor Alves.

Alex segue em busca da vice-liderança do ranking QS e se chegar à final, já assume o posto. Michael, vencedor na etapa catarinense do QS no ano passado, quer entrar no grupo dos dez atletas que se classificam, assim como Heitor Alves, ex-integrante do WCT, dono da melhor nota do evento – 9,70.

Outro nome que pode subir na classificação é o norte-americano Kanoa Igarashi, que nas oitavas enfrentará Alex Ribeiro. Ainda entre os estrangeiros, o costarriquenho Noe MarMcGonagle teve grande atuação, somando 16,30 pontos. Dos 16 surfistas que continuam na disputa pela vitória, metade é de brasileiros.

Deivid Silva, atleta Red Nose, garantiu a maior somatória no quarto round, explorando a velocidade nas ondas e os aéreos, manobra que vem se especializando, para impressionar os juízes. “Estou usando uma prancha muito boa do Zampol. Ele está acertando todas as pranchas. Ela é pequena e voando muito. Nesse mar, tem de usar bastante velocidade e, com o vento forte, está perfeito para dar aéreo. Não era minha praia dar aéreo, mas vi que para estar na elite do surf, precisa ter todo o arsenal”, diz.

O Red Nose Pro 15 Florianópolis SC tem o patrocínio master da Red Nose, com apresentação do Costão do Santinho Resort Golf & Spa, patrocínio do Governo do Estado de Santa Catarina, através da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte e Fundesporte, copatrocínio da Prefeitura Municipal de Florianópolis/Fundação Municipal de Esportes e apoio de Mini Kalzone. O evento é homologado pela World Surf League South America e organizado pela Federação Catarinense de Surf (Fecasurf), com apoio da Associação de Surf Ingleses e Santinho (ASIS). Divulgação: Waves e Revista Fluir.

VOCÊ PODE GOSTAR

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00