Início » Praia do Atalaia não decepciona e oferece ótimas esquerdas no primeiro dia de competição!

Praia do Atalaia não decepciona e oferece ótimas esquerdas no primeiro dia de competição!

por fecasurf
0 comente

   “Graças a Deus hoje tivemos excelentes condições de surfe no nosso pico. Começamos com a maré um pouco cheia, depois na maré seca as ondas entraram e ficaram perfeitas, como tem que ser no Atalaia! Até 1,5m tínhamos na série pela manhã! A tarde, mesmo com o vento maral, se manteve uma condição muito boa, de meio a um metro de ondas, abrindo, e a prova disso é a performance que a gente viu, transformada em números! Hoje foi um dia clássico de surfe aqui no Atalaia!”, comenta Erivelton José, Head Judge da competição e Surfista Local de Itajaí.

            Conforme o Locutor da competição, Cristian Ferro, também Surfista Local de Itajaí, a condição ideal do Atalaia é com ondulação de Sudeste. Como a ondulação estava de Leste/Sudeste, nas ondas que vinham de Sudeste abriam boas esquerdas, e as ondas que vinham Leste fechavam um pouco mais.

MAIORES NOTAS DO PRIMEIRO DIA DE COMPETIÇÃO

            A maior nota obtida no primeiro dia de competição foi 9,00, conquistada por dois Atletas: Carlos Santos (na categoria Master) e Guga Arruda (na categoria Kahuna). A terceira e quarta nota do dia form conquistadas por Surfistas Locais, com 8,75 de Dickson Queiroz e 8,50 de Ricardo Tavares, respectivamente.

            “Estou sem surfar e treinar desde a última etapa da Ferrugem, e ontem a noite eu tinha acabado de chegar do Rio de Janeiro, fui e voltei de lá, estava super cansado e pensei que não ia conseguir surfar muito bem. Mas, ontem antes de dormir eu pensei que ia sarar e estaria surfando bem pra caramba”, conta Carlos Santos.

            “Eu estava perdendo a bateria, estava afundado e não estava arrumando nada na bateria, então vi uma onda do Guto Morelli e ele fez 8,50, então vi que eu tinha que fazer alguma graça. Pensei que era só pegar uma onda grande, com tamanho. Notei que as maiores estavam fechando, mas dava tempo de fazer duas ou três manobras, então foi o que eu fiz, a onda veio grande, dei um rasgadão, depois dei outra manobra e acabei finalizando com uma batida. Fiquei amarradão, mesmo tendo perdido, pois faltou outra nota. Perdi pegando bem, e isso que é importante, que mesmo fora do rip o surfe ainda está no pé!”, complementa Carlinhos.

            “O Circuito The Legends é do car… resgata a gente do sofá de casa! Se não fosse ele provavelmente estaríamos no sofá!”, finaliza o Legend de Imbituba/SC.

MAIORES SOMATÓRIOS DO PRIMEIRO DIA DE COMPETIÇÃO

            Guga Arruda também ocupa o topo do Ranking de melhor somatório do dia, conquistando um total de 16,50 pontos no segundo round da categoria Kahuna. O segundo maior somatório ficou com o Local Dickson Queiroz, com 16,25 pontos. Rodrigo ‘Pedra’ Dorneles obteve o terceiro maior somatório, com 15,40 pontos.

            “Eu adoro esta onda, surfo no rabinho dela com muito respeito desde criança, com muito respeito aos locais. É uma onda muito encaixada, que permite high performance. Eu já vim imaginando as manobras que eu ia poder colocar nesta onda, que é muito arrepiável”, explica o destaque Guga Arruda.

“Eu estou a dois meses na Indonésia, treinando sério, surfando e levando o surfe a sério, eu amo surfar e estou no rip. Estou com uma prancha muito boa, fazendo algo que não costumo fazer, que é pegar uma prancha nova, deixar a oficial de lado e já competir direto com a nova. Foi amor a primeira vista, testei ela essa semana, adorei, deu vontade, segui o meu coração e ela está voando”, finaliza Guga.

Rodrigo ‘Pedra’ Dorneles confessou para a Swell Eventos que só por poder surfar praticamente sozinho no Atalaia, um pico que já foi proibido por muito tempo e que hoje possui grande crowd, já é um privilégio e já fez valer a participação.

TRANSMISSÃO AO VIVO

            Para as pessoas que estão perdendo a oportunidade de prestigiar pessoalmente o evento, a organização está disponibilizando a transmissão ao vivo por meio do canal do Youtube da Swell Eventos.

 

E NO DOMINGO?

            O evento foi finalizado pela organização um pouco mais cedo neste sábado, que optou por continuar a competição mais cedo na manhã desde domingo, com o vento terral fraco previsto, ao invés do maral forte do final de tarde. Além das semifinais das categorias Master, Kahuna e Local, competirão também os surfistas das categorias Gran Master e Gran Kahuna.

            A previsão indica que o sol se manterá na região, com a ondulação virando mais para sudeste e melhorando a formação. O vento também virará para terral novamente, oferecendo condições perfeitas para um show de surfe dos Legends.

O CIRCUITO CORONA THE LEGENDS VIDA MARINHA 2019

O Circuito é focado em valorizar e manter na ativa os ícones do surfe brasileiro das décadas passadas. Esta é a quarta temporada seguida da competição, criada especialmente para os ‘Legends’.

O Circuito Corona The Legends Vida Marinha 2019 possui quatro etapas, distribuídas pelo litoral catarinense. A primeira etapa foi realizada nos Molhes de Laguna. A segunda etapa foi realizada na praia da Ferrugem, na Capital Catarinense do Surfe Garopaba. A última etapa será realizada em Floripa. Para o, Ranking haverá o descarte da pontuação de uma etapa.

            Como ação social local, o Circuito The Legends tenta resgatar, integrar e divulgar a história dos primórdios do surfe dos municípios por onde passa. Durante este sábado foram colhidos depoimentos da galera da Associação de Surf das Praias de Itajaí, como o Presidente Juliano Secco, o Head Judge da competição Erivelton José (Neguitcha), Paulo de Aguiar, Ney Machado, dentre outros, para elaborar um texto para divulgar para a mídia nacional esta grande história.

PARCEIROS

            O Circuito Corona The Legends Vida Marinha é realizado pela parceria entre a Swell Eventos e a Match Sports, com o apoio da ASPI (Associação de Surf das Praias de Itajaí). Ele é apresentado pela Cerveja Corona e patrocinado pela Vida Marinha SurfWear; Prefeitura Municipal de Itajaí (por meio da Fundação Municipal de Esportes e Lazer) e; Surfland Brasil. O Circuito ainda conta com o apoio da Banana Wax, do Centro Automotivo Kbral; do Studio DoZero e do Restaurante Recanto do Mar. A supervisão fica por conta da ABRASP e da FECASURF.

Fotos: Marcio David.

VOCÊ PODE GOSTAR

Deixe um comentário

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00