Início » Floripa Pro decide primeiros títulos do Circuito Catarinense 2023 na manhã deste domingo

Floripa Pro decide primeiros títulos do Circuito Catarinense 2023 na manhã deste domingo

Tainá Hinckel e Laura Raupp se destacaram na estreia da categoria feminina no sábado e na masculina foram registrados novos recordes na Praia da Joaquina

por fecasurf
0 comente

Floripa Pro apresentado pela Prefeitura de Florianópolis, vai decidir os primeiros títulos do Circuito Profissional de 2023 da Federação Catarinense de Surf (FECASURF), na manhã deste domingo na Praia da Joaquina. A bicampeã catarinense, Tainá Hinckel, e a vice-campeã de 2021 e 2022, Laura Raupp, se destacaram na estreia da categoria feminina no sábado. E na masculina, foram registrados novos recordes nas ondas da Joaca. A batalha por vagas nas semifinais, vai abrir o domingo decisivo, as 8h00, ao vivo pelo Fecasurf.com.br.

A primeira bateria do dia será entre Tainá Hinckel, Yasmin Dias, Pamela Mel e a peruana Camila Sanday. Laura Raupp entra na segunda, com Isabelle Nalu, Kiany Hyakutake e Potira Castaman. As duas melhores em cada, avançam para as semifinais. Na categoria masculina, o carioca Lucas Silveira, que mora em Florianópolis, os paulistas Alex Ribeiro e Weslley Dantas e o catarinense Gabriel Junior, disputam as duas primeiras vagas para as semifinais. Na segunda bateria, estão os campeões catarinenses, Caetano Vargas e Luan Wood, Walley Guimarães e outro paulista, Gabriel Klaussner.

Lucas Silveira foi o único surfista que ganhou três baterias no sábado de ondas mais baixas na Praia da Joaquina, mas abrindo paredes lisinhas, perfeitas, para fazer várias manobras. As condições estavam tão boas, que a maior nota da sexta-feira, 7,67 do Alex Ribeiro, foi batida onze vezes. O paranaense Lucas Catapam fez os recordes do Floripa Pro Etapa Joaquina, 16,67 pontos somando notas 9,00 e 7,67. Essas marcas foram conseguidas no terceiro confronto do dia e ele depois foi barrado pelo bicampeão catarinense Caetano Vargas e Gabriel Klaussner.

Quem chegou mais próximo do maior somatório do Circuito Catarinense Profissional de 2023, foi o carioca Lucas Silveira, que há muitos anos mora em Florianópolis e ficou em terceiro lugar no ranking estadual do ano passado. Lucas venceu a primeira bateria do sábado, depois a da terceira fase com uma nota 8,67 e a classificação para o domingo foi conquistada por 16,16 pontos, com o 8,33 e 7,83 recebidos em suas melhores ondas surfadas contra Caetano Vargas, o paulista Wiggolly Dantas e o vice-campeão catarinense de 2022, Matheus Navarro.

 “A Joaquina é um lugar muito bom para rolar campeonato. Aqui tinha que ter uma etapa do Catarinense, uma do Brasileiro, uma do QS e até do CT se quiser, porque a praia é muito boa. É um lugar histórico, um palco de muitos campeonatos clássicos e é sempre legal competir aqui”, destacou Lucas Silveira, que comentou também sobre as ondas menores do sábado. “Eu gosto bastante de surfar nessa condição de mar. Eu surfo muito aqui na Joaca em ondas iguais às de hoje e gosto desse desafio de surfar em condições difíceis também, tanto quando as ondas estão grandes, com mar stormy, como assim pequenas, quase sem ondas”.

CAMPEÕES CATARINENSES – O atual campeão catarinense, José Francisco, o Fininho, perdeu para Derek Adriano e Wallace Vasco na bateria que abriu a terceira fase do Floripa Pro Etapa Joaquina. Mas dois surfistas que já têm o título estadual, seguem na busca pela liderança no primeiro ranking catarinense profissional de 2023. O bicampeão em 2016 e 2017, Caetano Vargas, fez o quarto maior somatório do campeonato, 15,50 pontos, na sua segunda vitória do sábado. Depois, passou em segundo lugar no confronto vencido por Lucas Silveira.

Já Luan Wood, campeão em 2019, ganhou as duas baterias que competiu e ambos vão se enfrentar na disputa pelas duas últimas vagas para as semifinais do Floripa Pro Etapa Joaquina. Os adversários deles serão o número 4 no ranking catarinense de 2022, Walley Guimarães, e o também jovem paulista Gabriel Klaussner. Luan Wood vive um bom momento da sua carreira e esse ano já conquistou a primeira vitória em etapas do WSL Qualifying Series, na Praia Mole de Floripa.

“A minha primeira bateria hoje já foi bem difícil, de nível muito alto, agora consegui passar mais uma em primeiro lugar, então estou feliz por ter avançado para o Finals Day”, disse Luan Wood. “Agora é ir pra casa descansar, porque estou chegando cada vez mais próximo do objetivo e amanhã tem mais uma batalha. No ano passado, eu não fui muito bem, mas esse ano comecei bem focado, bem conectado nas baterias, então é aproveitar a fase que está boa”.

BICAMPEÃ CATARINENSE – No sábado, o Floripa Pro Etapa Joaquina deu a largada na categoria feminina. As meninas estrearam depois das oito baterias que restavam para fechar a segunda fase masculina. A bicampeã estadual, Tainá Hinckel, que venceu os dois únicos títulos femininos da história do Circuito Catarinense Profissional em 2021 e 2022, ganhou a primeira bateria na última onda que surfou e valeu 8,33. Até então, Isabelle Nalu tinha liderado todo o confronto também surfando boas ondas, até Tainá virar o placar para 14,83 a 14,53 pontos.

“Estou muito feliz por ter achado essa última onda boa, porque o mar está bem complicado, com poucas ondas, mas tem o suficiente para a gente surfar”, disse Tainá Hinckel. “Eu estava esperando exatamente essa onda, que eu sabia que ia entrar em algum momento da bateria. Não veio no começo, como eu gostaria, mas esperei até o final e ela veio. Estou amarradona em estar aqui na Joaca, que é um lugar que eu gosto muito. A primeira bateria já passou e eu só quero continuar mostrando o meu surfe nas próximas”.

Nenhuma menina conseguiu ultrapassar os 14,83 pontos de Tainá Hinckel e nem os 14,53 da Isabelle Nalu, que se classificou em segundo lugar nessa bateria. A jovem baiana Potira Castaman, que mora em Florianópolis há alguns anos e compete representando o estado, ganhou a segunda bateria por 9,24 pontos e a peruana Camila Sanday venceu a terceira por 11,27. Já a vice-campeã catarinense de 2021 e 2022, Laura Raupp, destruiu uma esquerda com três pancadas muito fortes de backside que valeram 8,47, a maior nota da categoria feminina no Floripa Pro Etapa Joaquina. Com ela, venceu a última bateria por 13,14 pontos.

“Eu achei uma direitinha no início e uma esquerda boa no final, que deu pra fazer três manobras boas e veio o 8,47”, descreveu Laura Raupp. “Estou superfeliz em estar competindo nesta primeira etapa do Circuito Catarinense Profissional e vamos com tudo pra amanhã. No ano passado, eu não consegui correr todas as etapas, porque estava viajando muito no Challenger Series. Mas, esse ano eu não me classifiquei e estou aproveitando para correr mais eventos regionais. Aqui no Catarinense tem muitas meninas surfando bem, então estou superfeliz em passar para a próxima fase”.

CINCO ETAPAS – O Floripa Pro Etapa Joaquina é a primeira das cinco etapas do Circuito Catarinense Profissional de 2023. Em cada uma, a FECASURF oferece 50.000 Reais de premiação, a ser dividida aos mais bem colocados nas categorias masculina e feminina, com as mulheres recebendo o mesmo valor do que os homens nas mesmas colocações. As outras etapas estão marcadas para São Francisco do Sul no Norte do estado, Garopaba e Laguna no Sul, com a grande final acontecendo em Florianópolis. No ano passado, a Praia da Joaquina não sediou nenhuma etapa, agora foi a escolhida para abrir o Circuito Profissional de 2023.

O Floripa Pro Etapa Joaquina é uma realização da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e Associação de Surf da Joaquina (ASJ), com patrocínio da Prefeitura de Florianópolis, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, apoio do Cris Hotel, dos restaurantes Pedra Careca, Recanto do Maurílio e À Tôa na Jôa, do Mercado e Panificadora Corrêa e parceria socioambiental com a Sea Shepperd Brasil, Instituto Anjos do Mar e Ambiens Sustentabilidade Integrada. A competição está sendo transmitida ao vivo pelo Fecasurf.com.br.

———————————————————–

Assessoria de Imprensa do Floripa Pro 2023

JBC Notícias e Assessoria – João Carvalho

(48) 999-882-986 – jbcsurfnews@hotmail.com

———————————————————–

PROGRAMAÇÃO DO DOMINGO NO FLORIPA PRO ETAPA JOAQUINA:

08h00: SEGUNDA FASE FEMININA – 1.a e 2.a passam para as semifinais:

  • —-3.a=5.o lugar (R$ 1.750 e 610 pts) e 4.a=7.o lugar com (R$ 1.500 e 555 pts)
  • 1.a: Tainá Hinckel (SC), Yasmin Dias (SC), Pamela Mel (SC), Camila Sanday (PER)
  • 2.a: Laura Raupp (SC), Isabelle Nalu (SC), Kiany Hyakutake (SC), Potira Castaman (BA)

08h40: QUINTA FASE MASCULINA – 1.o e 2.o passam para as semifinais:

—-3.o=5.o lugar (R$ 1.750 e 610 pts) e 4.o=7.o lugar com (R$ 1.500 e 555 pts)

  • 1.a: Lucas Silveira (RJ), Alex Ribeiro (SP), Weslley Dantas (SP), Gabriel Junior (SC)
  • 2.a: Caetano Vargas (SC), Luan Wood (SC), Walley Guimarães (SC), Gabriel Klaussner (SP)
  • 09h20: SEMIFINAIS FEMININAS – 25 minutos
  • 10h10: SEMIFINAIS MASCULINAS – 25 minutos
  • 11h00: FINAL FEMININA – 25 minutos
  • 11h25: FINAL MASCULINA – 25 minutos
  • 12h00: CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO NO PÓDIO

RESULTADOS DO SÁBADO NO FLORIPA PRO ETAPA JOAQUINA:

SEGUNDA FASE – 3.o=33.o lugar (320 pts) e 4.o=49.o lugar (240 pts):

———–as 8 primeiras fecharam a sexta-feira

  • 9.a: 1-Lucas Silveira (RJ), 2-Kainan Meira (PR), 3-Ricardo Tavares (SC), 4-Gustavo Machado (SC)
  • 10: 1-Noah Machado (SC), 2-Gabriel Klaussner (SP), 3-Kaique Timidate (SC), 4-Gustavo Borges (RS)
  • 11: 1-Lucas Catapam (PR), 2-Luiz Mendes (SC), 3-Adriano Lemos (SC), 4-Magno Rodrigues (SC)
  • 12: 1-Caetano Vargas (SC), 2-Marlon Klein (SC), 3-Guilherme Santos (SC), 4-Gabriel Debatim (SC)
  • 13: 1-Yage Araujo (BA), 2-Leo Casal (SC), 3-Luã da Silveira (SC), 4-Bruno Saraiva Lopes (SC)
  • 14: 1-Willian Cardoso (SC), 2-André Luiz (SC), 3-Esdras Morais (SC), 4-Ryan Campos (SC)
  • 15: 1-Alex Ribeiro (SP), 2-Ramiro Rubim (SC), 3-Jeferson Duarte (SC), 4-Uriel Sposaro (SC)
  • 16: 1-Matheus Navarro (SC), 2-Wiggolly Dantas (SP), 3-Lucas Haag (SC), 4-Ricardo Kjellin (RS)

PRIMEIRA FASE FEMININA – 3.a=9.o lugar (500 pts) e 4.a=13.o lugar (450 pts):

  • 1.a: 1-Tainá Hinckel (SC), 2-Isabelle Nalu (SC), 3-Alma Corgiolu (SC), w.o-Alexia Monteiro (SC)
  • 2.a: 1-Potira Castaman (BA), 2-Yasmin Dias (SC), 3-Kauanny de Souza (SC), 4-Isabela Aoto de Liz (SC)
  • 3.a: 1-Camila Sanday (PER), 2-Kiany Hyakutake (SC), 3-Juliana Quint (SC), 4-Ana Carolina Fernandes (SC)
  • 4.a: 1-Laura Raupp (SC), 2-Pamela Mel (SC), 3-Maya Carpinelli (SC), 4-Maria Alebring (SC)

TERCEIRA FASE MASCULINA – 3.o=17.o lugar (400 pts) e 4.o=25.o lugar (360 pts):

  • 1.a: 1-Derek Adriano (SC), 2-Wallace Vasco (SC), 3-José Francisco (PB), 4-Fellipe Ximenes (SC)
  • 2.a: 1-Weslley Dantas (SP), 2-Gabriel Junior (SC), 3-Murilo Brandt (SC), 4-Ronaldo Alves (SC)
  • 3.a: 1-Luan Wood (SC), 2-Walley Guimarães (SC), 3-Hedieferson Junior (SC), 4-Nacho Gundesen (ARG)
  • 4.a: 1-João Godoy (SC), 2-Ronaldo Silveira (SC), 3-Marco Polo (SC), 4-Raphael Becker (SC)
  • 5.a: 1-Lucas Silveira (RJ), 2-Marlon Klein (SC), 3-Noah Machado (SC), 4-Luiz Mendes (SC)
  • 6.a: 1-Caetano Vargas (SC), 2-Gabriel Klaussner (SP), 3-Lucas Catapam (PR), 4-Kainan Meira (PR)
  • 7.a: 1-Yage Araujo (BA), 2-Wiggolly Dantas (SP), 3-Willian Cardoso (SC), 4-Ramiro Rubim (SC)
  • 8.a: 1-Alex Ribeiro (SP), 2-Matheus Navarro (SC), 3-Leo Casal (SC), 4-André Luiz (SC)

QUARTA FASE – 3.o=9.o lugar (R$ 1.325 e 500 pts) e 4.o=13.o lugar (R$ 1.175 e 450):

  • 1.a: 1-Weslley Dantas (SP), 2-Walley Guimarães (SC), 3-Derek Adriano (SC), 4-Ronaldo Silveira (SC)
  • 2.a: 1-Luan Wood (SC), 2-Gabriel Junior (SC), 3-João Godoy (SC), 4-Wallace Vasco (SC)
  • 3.a: 1-Lucas Silveira (RJ), 2-Caetano Vargas (SC), 3-Wiggolly Dantas (SP), 4-Matheus Navarro (SC)
  • 4.a: 1-Gabriel Klaussner (SP), 2-Alex Ribeiro (SP), 3-Yage Araujo (BA), 4-Marlon Klein (SC)

Veja a Galeria de Fotos de Márcio David

VOCÊ PODE GOSTAR

Deixe um comentário

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00