Início » Disputas acirradas na Praia da Joaquina

Disputas acirradas na Praia da Joaquina

por fecasurf
0 comente

O vento sul chegou comforça no inicio da tarde desta quinta feira prejudicando um pouco a formaçãodas ondas neste segundo dia de competições do Circuito Catarinense de SurfProfissional 2015

O segundo dia de competições doCircuito Catarinense de Surf Profissional  amanheceu com tempo bom, calor e ondas nafaixa de meio metro com séries maiores, mas, a previsão do tempo já indicava achegada de uma nova frente fria durante o dia, que poderia mudar o tempo, e foio que aconteceu no inicio da tarde, o vento sul chegou com força, mexendo o mare atrapalhando na formação das ondas que permaneceram com o mesmo tamanho, maspode ganhar pressão para as próximas horas.

Dentro d’água o bicho estava pegandoem baterias super disputadas, com cada atleta buscando fazer o melhor, correndoatrás da classificação, o que deixa o nível da competição mais alto, a cadaround que avança.

 “Creio que depois dessa onda “brasilianstorm”, o surfe brasileiro, como um todo, deu uma reanimada. Tanto essamolecada que vem destacando das categorias de base, quanto os atletasprofissionais, que tiveram dois anos difíceis no circuito brasileiro, mas semantiveram treinando, competindo nos eventos estaduais, assim como este daFecasurf, que dá suporte para os atletas se manterem. Nos estamos começando2015 muito bem, e esse novo sistema de prioridade para quatro competidorestorna os atletas mais seletivos, e tente a aumentar ainda mais o nível técnico,e é o que está se comprovando aqui com ótimas notas e performances que estãosurpreendendo a todos”,comentou Paulo Motta, Head Judge da Abrasp.

O catarinense Tomas Hermes foi umdos destaques deste segundo dia de competições, marcando os melhores resultadosdesta quinta feira na Praia da Joaquina. Tomas previu que a chegada do ventosul seria durante sua bateria e saiu pegando todas as ondas que passaram pelasua frente, buscando fazer uma boa nota antes que as condições do mar piorassemcom a entrada do vento. Tomas acertou na estratégia e conseguiu surfar duasondas que lhe renderam uma nota 7,17 e 4,83 pontos, antes do vento,tranquilizando a situação.  Mas como ovento sul empurra as ondas mais para a direita da Joaquina, Tomas optou embuscar uma boa direita e acabou achando a melhor onda da bateria, marcando 8,83pontos.

“Antesde começar a bateria eu percebi que o vento sul estava chegando, então procureipegar as ondas antes que ele entrasse. O vento levou uns oito minutos parasoprar forte, mas antes consegui achar uma boa onda e fiz 7,17 pontos, já nasequencia peguei mais uma onda e fiz 4,83 pontos, e foi o que fez a diferença,depois o vento chegou e o mar ficou mexido e difícil, mas mesmo assim,continuei tentando e achei uma boa direita que acabou sendo a melhor onda dabateria. Mas é isso, nós que competimos a muitos anos aqui na Joaca jáconhecemos aquelas nuvenzinhas que aparecem lá no sul da ilha, me preparei paraisso e deu tudo certo”,declarou o catarinense Tomas Hermes, que venceu a quinta bateria do terceiroround somando 16,00 pontos, e segue firme na competição.

 

Matheus Navarro também ficou entreos destaques desta quinta feira, depois de avançar para o quarto round somando15,50 pontos na quarta bateria do terceiro round.  Outro catarinense da nova geração que tambémvem se destacando nesta abertura do Tour 2015 é o surfista Gustavo Ramos de SãoFrancisco do Sul, que vem fazendo uma boa apresentação e disputa na últimabateria do dia sua vaga para o próximo round. Até este momento, além de Matheus, Tomas e Gustavo, os catarinensesWillian Cardoso, Beto Mariano, os irmãos Luan e Cauê Wood, Ricardo Wendhausentambém garantiram vagas para o quarto round.

“Odia começou com ondas boas, um pouco menor que ontem, ainda não tinha muitovento, e eu me adaptei bem as condições do mar, usei a tática de sair pegandoonda, consegui achar duas boas ondas que me garantiram na próxima fase doevento”, declarou ocatarinense Gustavo Ramos, de São Francisco do Sul.

Nesta sexta feira as competiçõescomeçam as 08:00 horas, pela primeira bateria do quarto round e a previsão parao término do evento com a grande final está prevista para as 14:00 horas, e aFecasurf e a ASJ desde já convidam todos a prestigiarem o melhores surfistasprofissionais do Brasil em ação nas ondas da paradisíaca Praia da Joaquina.

Esta etapa de abertura do CircuitoCatarinense de Surf Profissional, também é válido pela primeira etapa do AbraspTour 2015 (Circuito Brasileiro de Surf Profissional), e distribui R$ 30.000,00de premiação, além de 1000 pontos para os rankings catarinense e brasileiro desurf profissional 2015.

O paulista Saulo Junior mantém os recordes dacompetição até este momento com 9,33 pontos, na maior nota do campeonato, etambém o maior somatório, num total de 17,33 pontos.

O Circuito Catarinense de Surf Profissional 2015 éapresentado pela Prefeitura de Florianópolis e Fundação Municipal de Esportes,tem o patrocínio do Governo do Estado de Santa Catarina, através da Secretariade Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Fesporte, o apoio do Cris Hotel, aDivulgação do Site Waves e Jornal Drop, e a realização da Fecasurf, Associação deSurf da Joaquina e Abrasp.

VOCÊ PODE GOSTAR

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00