Início » DOMINGO DE GRANDES EMOÇÕES E CAMPEÕES EM GAROPABA(SC).

DOMINGO DE GRANDES EMOÇÕES E CAMPEÕES EM GAROPABA(SC).

por fecasurf
0 comente
DESTAQUE SAO PAULO CAMPEAO BRASILEIRO IMAGENS BROCOLISPHOTO (3)

O domingo de decisão coroou os campeões brasileiros do surf de base daoito categorias em disputa nessa última etapa do Circuito CBSurf Rip Curl Grom Search 2023. São Paulo conquistou o título por equipes desta temporada.

O último e decisivo dia de disputas do Circuito CBSurf Rip Curl Grom Search 2023 começou às 8 horas da manhã com as ondas novamente na faixa de 1 metro, com excelente formação para  a primeira fase da Sub-12 Feminino, última categoria a estrear na competição.

O destaque das quatro baterias desse primeiro round ficou para duas atletas alternates que marcaram as maiores somas desta fase: as irmãns gêmeas Eduarda e Júlia Stefani que fizeram 11.04 e 11.53 pontos respectivamente. Júlia ainda cravou a maior nota da bateria e dessa categoria até o momento (8.0 pontos).

A categoria Sub-12 Feminino nesse evento, em especial essa onda (nota 8.0 de Julia Stefani) me fez mudar todas as expectativas em relação ao surf feminino brasileiro, comparado as surfistas internacionais em um futuro muito próximo disse Jordão Bailo Junior, Coordenador Técnico da CBSurf e comentarista Web neste evento.

Título antecipado e finalistas da Sub-14 Masculino na Ferrugem

As semifinais Sub-14 Masculino foram pra água na sequencia, definindo mais quatro finalistas na prova. O primeiro confronto teve a vitória de Yuri Gabryel que marcou pontos para Santa Catarina, com Michel Demetrio (alternate SC) em segundo. Eles tiraram as chances de Lucas Messenger(SE) e Bernardo Bicalho(BA) de pontuarem para suas equipes na final.

Anuar Chiah(PR) já entrou na segunda semifinal como campeão brasileiro da Sub-14 Masculino, título assegurado ainda no sábado na praia da Ferrugem. Ele venceu a bateria numa batalha acirrada até o fim com Kailani Rennó(SP) em segundo. João Vítor(alt -SP) e Bernardo Brizola(RN) foram barrados nesse round.

Semifinais Sub-12 Masculino e Feminino.

As últimas semifinais da competição a serem disputadas foram da categoria Sub-12 Masculino e Feminino. As meninas foram as primeiras a entrarem na água com um duelo interessante entre gêmeas na semifinal número um.

As alternates de Santa Catarina Kaylane e Kyara Antunes(SC) enfrentaram Júlia e Paula Stéfani, ambas alternates de São Paulo. A vitória ficou com Paula Stéfani, seguida de Kaylane Antunes, deixando de fora da disputa uma gêmea de cada lado.

Carol Bastides(SP) venceu com uma boa margem a segunda semi e colocou seu nome na final, com Manuela Medeiros (alt- SP) na segunda colocação. Manuela surfou uma esquerda longa e encaixou várias manobras até a beira para garantir sua classificação nos minutos finais da bateria.

As semis da Sub-12 Masculina entraram no mar em seguida, com a primeira bateria sendo disputada por de três pontuadores para suas respectivas equipes. O sergipano radicado em Florianópolis(SC) Luca Messenger(SE) se achou nas direitas da Ferrugem e fechou em primeiro lugar. Cauã Demski(SC) também apostou nas direitas, e com uma onda de 6.0 pontos passou para a final, superando Cauã Diniz(RJ).

Na disputa seguinte Vini Palma(SP) arrancou 7.33 numa excelente batida e se credenciou para a decisão, seguido pelo líder do ranking Iago Belloti(PB), que é de Baía Formosa(RN) mas estava defendendo a Paraíba na competição. O baiano João Jesus(BA) finalizou em terceiro na bateria.

Finais movimentam atletas e equipes na praia da Ferrugem

As ondas se mantiveram com um excelente tamanho e perfeição para os melhores surfistas do país até 18 anos decidirem seus futuros na última disputa do ano.

Sub-12 Feminino- As finais tiveram a duração de 20 minutos e começaram com a categoria Sub-12 Feminino. A líder do ranking Carol Bastides(SP) começou bem a briga pelo título com uma onda 5.17, mas tomou a virada da alternate Manu Medeiros(SP) que respondeu com 5.57 e assumiu a primeira colocação da bateria.

Faltando um minuto pro término Carol Bastides(SP) fez 6.17 para vencer a etapa, garantir o título nacional da Sub-12 Feminino e fazer a festa da equipe de São Paulo nas areias da Ferrugem.

Sub-12 Masculino – Na decisão Sub-12 Masculino o líder do ranking Iago Bellotti(PB) iniciou sua trajetória rumo ao título  com a maior nota da final (8.33) logo em sua primeira onda. O paulista Vini Palma(SP) esboçou uma reação com um 5.83, mas logo foi barrado pela última apresentação de Bellotti que arrancou 6.63, e confirmou o título da etapa e do circuito neste ano.

Só de estar aqui estou muito emocionado, pois estou realizando um sonho de ser campeão brasileiro. Quero agradecer a CBSurf por realizar esse evento maravilhoso disse com desenvoltura Iago Bellotti(PB), novo campeão Sub-12 da CBSurf.

Sub-14 Feminino–  Em sua segunda final no dia, Carol Bastides(SP) começou devagar a disputa até achar uma nota 4.60 para liderar o confronto. Na cola dela estava a líder do ranking Maria Clara(RN), que não estava disposta a perder o título.

Nos cinco minutos finais a paulista mostrou sangue frio para garantir sua vitória na etapa com uma onda de 5.83 pontos, e conquistar o título brasileiro em sua divisão. Maria Clara(RN) finalizou a prova e o ranking na segunda colocação, Lanay Thompson(RJ) ficou em terceiro e Nalu Demski(PE) em quarto lugar na etapa.

Sub-14 Masculino – O paranaense Anuar Chiah(PR) já entrou na água com o título da Sub-14 garantido. O novo campeão brasileiro não decepcionou, e já começou a disputa com 7.0 pontos, mas logo sofreu a virada do catarinense Yuri Gabryel(SC) que fez 5.67 e 6.43 em duas ondas seguidas.

A resposta de Anuar Chiah veio no último minuto em uma esquerda bem trabalhada até a beira aplicando várias manobras. Anuar precisava de 5.10 e depois de alguns minutos de tensão esperando as notas, a virada saiu com 5.33 para o paranaense campeão brasileiro encerrar a temporada com título e vitória na etapa.

Sub-16 Feminino – Das quatro primeiras colocadas no ranking, três surfistas estavam na final da Sub-16 Feminino: a líder Maria Eduarda Cesar(BA), Aléxia Monteiro(RS)(3ª), Mayara Zampieri(SP)(4ª) e com Aurora Ribeiro(SP), que chegou na etapa na 9ª colocação.

Alexia Monteiro(RS) virou a bateria na segunda metade da disputa pra cima de Aurora Ribeiro(SP) e administrou o resultado até a sirene tocar para conquistar o título da etapa.

A então líder do ranking Maria Eduarda Cesar(BA) não se encontrou na grande final e terminou na quarta colocação, resultado que foi suficiente para lhe garantir o título de 2023 em sua categoria. Mayara Zampieri(SP) completou a lista em terceiro lugar na prova.

Sub-16 Masculino – As primeiras ondas do catarinense Ryan Martins e do paulista Lukas Camargo deram o tom da grande final Sub-16 Masculino. Ryan começou com 7.33 numa boa esquerda, com a resposta de 7.83 de Lukas Camargo numa batida forte de backside na junção da Ferrugem.

Ryan Martins(SC) não demorou a dar o troco com uma nota 6.0 numa combinação de manobras em sequencia e vencer a etapa, marcando pontos importantes para Santa Catarina. Eu não estava na disputa pelo título nacional, mas independente disso meu intuito era ganhar a etapa e graças a Deus deu tudo certo disse Ryan.

Por outro lado quem comemorou o título nacional da Sub-16 foi Lukas Camargo(SP), que chegou nesta etapa em segundo no ranking. Com o vice-campeonato na etapa ele alcançou um de seus principais objetivos no ano.

Sub-18 Feminino-  A penúltima final do dia reuniu as quatro melhores surfistas da Sub-18 Feminino desta etapa. Kiany Hyakutake(SC) largou na frente e liderou boa parte da bateria, mas levou a virada de Aysha Ratto(RJ) que surfou uma onda de 6.0 pontos muito bem executada.

Novamente a catarinense conseguiu virar o resultado a seu favor, e a poucos minutos do término da bateria a surfista natural de Buzios(RJ) Aysha Ratto mais uma vez correu atrás do resultado e buscou a nota que precisava para vencer a etapa.

Não estava na briga pelo título, mas estou muito feliz com minhas performances nesse evento e esse resultado. Deus sabe o quanto eu estava trabalhando por essa vitória que finalmente chegou. Agradeço ao meu treinador Rafael, aos patrocinadores, a minha mãe e minha família pelo suporte declarou Aysha, ainda emocionada com a conquista.

Sub-18 Masculino– A última bateria do ano fechou com chave de ouro um circuito de base que voltou a ter a importância merecida no cenário nacional promovido pela Confederação Brasileira de Surf.

Rickson Falcão(RJ) passou os 10 primeiros minutos da final sem pegar onda, apenas vendo seus oponentes surfarem. A liderança estava com Lukas Camargo(SP) que já havia marcado 4.50 e 4.90 em seu somatório, seguido de perto por Luan Ferreyra(PE).

Rickson começou a reação com uma nota 4.13 em sua primeira participação,  e nos minutos finais cravou a melhor nota da decisão (6.33) para ficar com o título Sub-18 Masculino. Estava longe da briga pelo título, mas era um objetivo pessoal vencer essa etapa. Essa foi minha primeira vitória em uma etapa do circuito brasileiro de base, e que venham outras pela frente disse o local de Saquarema(RJ).

Mesmo ficando na terceira colocação, o pernambucano Luan Ferreyra comemorou o título de campeão brasileiro Sub-18 Masculino 2023.

Os atletas das categorias Sub-18 e 16 que farão parte da equipe da CBSurf nas competições internacionais da ISA (International Surfing Association) em 2024 serão divulgados posteriormente pela entidade.

Ao término do evento aconteceu a entrega da premiação aos vencedores da etapa e do circuito deste ano. Destaque para mais um título da equipe de São Paulo na competição, os maiores vencedores na história do circuito.

O presidente da Confederação Brasileira de Surf Teco Padaratz acompanhou a competição em Garopaba(SC) neste fim de semana, e comentou sobre o futuro do surf de base brasileiro em seu segundo ano a frente da CBSurf.

“ A sensação é a melhor possível, com sentimento de dever cumprido. Nós estamos vendo estampado nos olhos dessa garotada que o futuro deles no esporte está garantido nas competições e que uma estrada está sendo pavimentada pra eles na frente. Nós estamos fazendo nosso papel agora, para eles poderem fazer o deles no futuro disse Teco Padaratz.

Circuito CBSurf Rip Curl Grom Search 2023 – 3ª etapa

Patrocínio: Rip Curl Brasil, Silverbay, Brazinco, Fu-Wax, Surfland Brasil e Governo de Garopaba.

Apoio: Prefeitura Municipal de Garopaba, Secretaria de Esportes de Garopaba, Bahamas Ferrugem, Mais Internet, Apag Incêndio, Associação de Surf de Garopaba(ASG) e Associação de Surf da Ferrugem(ASF).

Homologação: Federação Catarinense de Surf (FECASURF)

Resultados

Sub-18 Masculino
1º- Rickson Falcão(RJ)
2º- Lukas Camargo(SP)
3º- Luan Ferreyra(PE)
4º- Daniel Duarte( alternate SP)

* Campeão do Ranking Sub-18 Masculino
1º- Luan Ferreyra(PE)
 2º- Rickson Falcão(RJ)

Sub-16 Masculino
1º- Ryan Martins(SC)
2º-Lukas Camargo(SP)
3º- Rickson Falcão(RJ)
4º- Yuri Gabryel(alt.-SC)

* Campeão do Ranking Sub-16 Masculino
1º- Lukas Camargo(SP)
 2º- Guilherme Lemos(RJ)

Sub-14 Masculino
1º- Anuar Chiah(PR)
2º- Yuri Gabryel(SC)
3º- Kailany Rennó(SP)
4º- Michel Demétrio(alt.- SC)

* Campeão do Ranking Sub-14 Masculino
1º- Anuar Chiah(PR)
 2º- Yuri Gabryel(SC)

Sub-12 Masculino
1º- Iago Bellotti(PB)
2º- Vini Palma(SP)
3º- Luca Messenger(SE)
4º- Cauã Demski(SC)

* Campeão do Ranking Sub-12 Masculino
1º- Iago Bellotti(PB)
 2º- Vini Palma(SP)

Sub-18 Feminino
1ª- Aysha Ratto(RJ)
2ª- Kiany Hyakutake(SC)
3ª- Alexia Monteiro(RS)
4ª- Analu Silva(PB)

Campeã do ranking Sub-18 Feminino
1ª- Kiany Hyakutake(SC)
2ª- Analu Silva(PB)

Sub-16 Feminino
1ª- Alexia Monteiro(RS)
2ª- Aurora Ribeiro(SP)
3ª- Mayara Zampieri(SP)
4ª- Maria Eduarda Cesar(BA)

Campeã do ranking Sub-16 Feminino
1ª- Maria Eduarda Cesar(BA)
2ª- Alexia Monteiro(RS)

Sub-14 Feminino
1ª-Carol Bastides(alternate-SP)
2ª-Maria Clara(RN)
3ª-Lanay Thompson(RJ)
4ª-Nalu Demski(PE)

Campeã do ranking Sub-14 Feminino
1ª- Carol Bastides(alt -SP)
2ª- Maria Clara(RN)

Sub-12 Feminino
1ª- Carol Bastides(alternate-SP)
2ª- Manuela Medeiros(alternate-SP)
3ª- Paula Stéfani(alternate-SP)
4ª- Kaylane Antunes(alternate-SC)

Campeã do ranking Sub-12 Feminino
1ª- Carol Bastides(alt – SP)
2ª- Valentina Zanoni(SC)

Por Equipes (etapa)
1º- São Paulo
2º- Rio de Janeiro
3º- Santa Catarina
4º- Paraná

Ranking final por Equipes (após 3 etapas)
1º- São Paulo
2º- Rio de Janeiro
3º- Paraná
4º- Santa Catarina

Texto: João Lopes- Jornalista      Prime.Press07 Assessoria & Comunicação
@prime.press07 – Email: prime.press07@gmail.com

VOCÊ PODE GOSTAR

Deixe um comentário

Federação Catarinense de Surf
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00