sábado, abril 13, 2024
Início » Meninas animadas pelo Circuito Profissional que começa no FECASURF apresenta Costão Pro 2022

Meninas animadas pelo Circuito Profissional que começa no FECASURF apresenta Costão Pro 2022

por fecasurf
0 comente
Header
Siga-nos ... Siga-nos ... Website ... Entre em contato ...

Quarta-feira, 02 de Março de 2022

Meninas animadas pelo Circuito Profissional que começa no FECASURF apresenta Costão Pro 2022

Laura Raupp e Tainá Hinckel são dois destaques do evento que vai decidir os títulos estaduais masculino e feminino de 2021 e abrir os rankings de 2022

A Federação Catarinense de Surf define o campeão estadual profissional desde 1980 e neste ano está incluindo a categoria feminina no circuito que começa na próxima semana em Florianópolis. O FECASURF apresenta Costão Pro 2022 será disputado nos dias 11 a 13 de março na Praia do Santinho e vai definir o campeão e a campeã profissional estadual de 2021, já valendo como a primeira das cinco etapas do Circuito Catarinense Profissional de 2022. Além disso, também vai marcar pontos para o ranking nacional da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP).

As meninas estão animadas e as inscrições para a categoria feminina já estão esgotadas, restando poucas vagas para completar o limite máximo de participantes da masculina. Entre as surfistas que vão participar da decisão do primeiro título catarinense profissional feminino no Costão Pro, destaque para duas competidoras que já têm conquistas importantes no currículo, Tainá Hinckel e Laura Raupp.

Tainá tem 18 anos de idade e possui dois títulos sul-americanos da categoria Pro Junior Sub-18 da World Surf League, os de 2016 e 2019. Laura tem apenas 15 anos e ganhou dois títulos estaduais amadores da FECASURF em 2021, Sub-16 e Sub-18. Ela também foi campeã da etapa do WSL Qualifying Series realizada no ano passado em Florianópolis, o LayBack Pro na Praia Mole. Laura igualou um feito do hoje tricampeão mundial Gabriel Medina, que num QS na mesma praia em 2009, conquistou sua primeira vitória na WSL, igualmente com 15 anos de idade.

As duas estão contentes com a iniciativa da FECASURF, em incluir a categoria feminina no Circuito Catarinense Profissional a partir deste ano. No Costão Pro 2022 e nas outras quatro etapas, estarão em jogo uma premiação total de 30.000 Reais em dinheiro, sendo 20.000 para os homens e 10.000 para as mulheres. O atual presidente da FECASURF, Renato Melo, foi quem encampou a ideia de promover o Circuito Profissional Feminino junto com o Masculino.

“Foi bem legal, porque incentiva o surfe feminino, principalmente para as meninas que estão saindo do amador e agora têm para onde ir, para o Circuito Profissional Catarinense. Antes, tinha que ir direto pro Brasileiro e as vezes era difícil conseguir vaga”, disse Laura Raup. “Achei muito legal a iniciativa e um incentivo muito grande para o surfe feminino”, complementou Tainá Hinckel.

Ambas competiram no Santinho no início das suas carreiras, então já conhecem as ondas desta praia localizada no extremo norte da Ilha de Santa Catarina. A cidade de Florianópolis vai abrir o Circuito Catarinense Profissional com o FECASURF apresenta Costão Pro 2022 e também fechará a temporada em outra praia da capital. As outras três etapas serão realizadas em cidades do litoral sul e norte do estado, todas ainda a serem definidas.

“Eu já competi no Santinho uma ou duas vezes, mas quando eu estava começando”, relembra Laura Raupp. “Uma foi em um evento da FECASURF mesmo e nesse eu perdi de cara. Mas, teve um outro campeonato da associação local no Canto das Aranhas, que tinha altas ondas e foi muito irado, porque eu ganhei esse”.

Tainá Hinckel também lembra de ter competido duas vezes na Praia do Santinho: “Foi muitos anos atrás, nas primeiras competições que participei. Acho que foi umas duas vezes, mas é uma praia que dá altas ondas. Estou me preparando para tentar conseguir esse primeiro título catarinense profissional e para ir bem em todos os campeonatos que eu participar esse ano”.

Laura Raupp também está motivada para a temporada 2022: “Eu vou focada em dar meu máximo para conseguir um bom resultado no Santinho, pois vai decidir o ranking de 2021 e já abrir o de 2022. Minhas metas para esse ano é começar bem nesses primeiros campeonatos e me classificar para os Challenger Series. E, como eu ainda tenho 15 anos, focar também no Mundial Junior da ISA em El Salvador. Vai ser o meu primeiro ISA Games, então os principais focos são entrar no Challenger Series e esse ISA Games”.

O Challenger Series é o circuito classificatório para a elite que participa do World Surf League Championship Tour. O caminho para os Challenger Series é o ranking regional da WSL Latin America, que indicará quatro surfistas. Laura ocupa a quarta posição e as vagas serão decididas no mesmo LayBack Pro que ela venceu em novembro do ano passado. O de 2022 será disputado nos dias 6 a 10 de abril, novamente na Praia Mole de Florianópolis.

Costão Pro 2022 apresentado pela FECASURF servirá como preparação para este evento. Por isso, surfistas de outros países vão competir na Praia do Santinho, a mexicana Ana Gonzalez e as peruanas Kalea Gervasi e Arena Rodriguez Vargas, que está em terceiro lugar no ranking regional da WSL Latin America. Entre as brasileiras, além de Laura Raupp e Tainá Hinckel, estão a experiente Susã Leal, a campeã catarinense amadora de 2021, Yasmin Dias, Kiany Hyakutake, a paranaense Luara Mandeli, a cearense Juliana Santos, a baiana Potira Castaman, entre outras.

FECASURF apresenta Costão Pro 2022 definirá os campeões estaduais profissionais de 2021 e já marcará pontos para os rankings catarinense e brasileiro da ABRASP de 2022. O evento será realizado nos 11 a 13 de março com patrocínio do Costão do Santinho Resort e apoio da Prefeitura de Florianópolis, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, da Fundação Municipal de Esportes, da Silverbay e da Surfist, além da ABRASP (Associação Brasileira de Surf Profissional) e ASIS (Associação de Surf Ingleses e Santinho).

42 ANOS DE HISTÓRIA – O Circuito Catarinense Profissional é um dos mais antigos do Brasil, definindo os campeões estaduais desde 1980, antes mesmo do Circuito Brasileiro Profissional ser iniciado em 1987. Em 2020 e 2021, não teve nenhuma etapa por causa da pandemia do Covid-19. O primeiro campeão foi Roberto Lima e logo David Husadel conquistou um tricampeonato em 1982/83/84, que ninguém conseguiu igualar. Oito surfistas ganharam dois títulos, Ivan Junkes em 1987 e 89, Guga Arruda em 1995 e 99, James Santos em 96 e 2000, Fabio Carvalho em 93 e 2001, Diego Rosa em 2004 e 2006, Marco Polo em 2007 e 2008, Tomas Hermes em 2010 e 2013 e Caetano Vargas em 2016 e 2017.

———————————————————–

João Carvalho – JBC Notícias e Assessoria

(48) 999-882-986 – jbcsurfnews@hotmail.com

Assessoria de Imprensa do Costão Pro 2022

———————————————————–

CAMPEÕES CATARINENSES PROFISSIONAIS DA FECASURF: desde 1980

2020: Ian Gouveia (PE) em 1 etapa virtual pela internet

2019: Luan Wood (SC)

2018: Uriel Sposaro (SC)

2017: Caetano Vargas (PR) bicampeão

2016: Caetano Vargas (PR)

2015: André Moi (SC)

2014: Marco Giorgi (URU)

2013: Tomas Hermes (SC) bicampeão

2012: Yuri Gonçalves (SC)

2011: Tiago Bianchini (SC)

2010: Tomas Hermes (SC)

2009: Tânio Barreto (AL)

2008: Marco Polo (SC) bicampeão

2007: Marco Polo (SC)

2006: Diego Rosa (SC) bicampeão

2005: Jean da Silva (SC)

2004: Diego Rosa (SC)

2003: Raphael Becker (SC)

2002: Neco Padaratz (SC)

2001: Fabio Carvalho (SC) bicampeão

2000: James Santos (SC) bicampeão

1999: Guga Arruda (SC) bicampeão

1998: Teco Padaratz (SC)

1997: Luli Pereira (SC)

1996: James Santos (SC)

1995: Guga Arruda (SC)

1994: Junior Maciel (SC)

1993: Fabio Carvalho (SC)

1992: Carlos Santos (SC)

1991: não houve circuito

1990: Saulo Lyra (SC)

1989: Ivan Junkes (SC) bicampeão

1988: Icaro Cavalheiro (SC)

1987: Ivan Junkes (SC)

1986: Luiz Neguinho (SC)

1985: Waldemar “Bilo” Wetter (SC)

1984: David Husadel (SC) tricampeão

1983: David Husadel (SC) bicampeão

1982: David Husadel (SC)

1981: Picuruta Salazar (SP)

1980: Roberto Lima (SC)

Costão Pro 2022
(Divulgação)

Alta | Web

Praia do Santinho
(Marcio David / Fecasurf)

Praia do Santinho (Marcio David / Fecasurf)

Alta | Web

Laura Raupp campeã estadual Sub-16 e Sub-18 de 2021
(Marcio David / Fecasurf)

Laura Raupp campeã estadual Sub-16 e Sub-18 de 2021 (Marcio David / Fecasurf)

Alta | Web

Laura Raupp e Eduardo Motta campeões do LayBack Pro
(Marcio David / LayBack Pro)

Laura Raupp e Eduardo Motta campeões do LayBack Pro (Marcio David / LayBack Pro)

Alta | Web

Taina Hinckel bicampeã sul-americana Pro Junior
(@WSL / Daniel Smorigo)

Taina Hinckel bicampeã sul-americana Pro Junior (@WSL / Daniel Smorigo)

Alta | Web

Taina Hinckel competindo no Oi Pro Junior 2019
(@WSL / Daniel Smorigo)

Taina Hinckel competindo no Oi Pro Junior 2019 (@WSL / Daniel Smorigo)

Alta | Web

Yasmin Dias campeã catarinense amadora de 2021
(Marcio David / Fecasurf)

Yasmin Dias campeã catarinense amadora de 2021 (Marcio David / Fecasurf)

Alta | Web

VOCÊ PODE GOSTAR

Deixe um comentário

Federação Catarinense de Surf
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00