Início » LayBack Pro promove sua segunda edição na Praia Mole de Florianópolis

LayBack Pro promove sua segunda edição na Praia Mole de Florianópolis

por fecasurf
0 comente
  • O evento estreou em novembro e será reeditado de 06 a 10 de abril 
  • Eduardo Motta e Laura Raupp vão defender os títulos na Praia Mole
  • O LayBack Pro abriu e vai fechar os rankings de 2021/2022 da WSL Latin America, definindo as classificações para o Challenger Series 2022
Praia Mole com grande público todos os dias na estreia do LayBack Pro (Crédito: James Thisted / LayBack Pro)
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR FOTOS DO LAYBACK PRO 2021
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR VIDEOS HIGHLIGHTS DE 2021

FLORIANÓPOLIS, Santa Catarina (Terça-feira, 15 de março de 2022) – Em novembro de 2021, a LayBack e a Agência Esporte & Arte realizaram uma etapa do World Surf League Qualifying Series que não acontecia há 6 anos em Florianópolis e desde 2010 na Praia Mole. O público catarinense estava desejando esse retorno e lotou a praia todos os dias, a competição rolou com boas ondas e teve grande repercussão na mídia. O evento foi um sucesso e já será reeditado cinco meses depois, nos dias 06 a 10 de abril novamente na Praia Mole de Floripa. O LayBack Pro abriu a temporada 2021/2022 da WSL Latin America em novembro e agora vai fechar os rankings regionais masculino e feminino, definindo as classificações para disputar vagas para o CT nas etapas do Challenger Series 2022.

“Nós, da AEA (Agência Esporte & Arte), ficamos muito felizes em conseguir retomar os eventos da World Surf League à Florianópolis, meca do surfe nacional, em parceria com a LayBack e com a Prefeitura Municipal de Florianópolis”, destacou Bill Tassinari, diretor executivo da Agência Esporte & Arte. “O campeonato do ano passado foi um sucesso total e agora, com esta segunda edição, o LayBack Pro abriu e vai fechar a classificação para os Challenger Series. Acredito ser um feito inédito e muito importante para o surfe nacional, um evento computar duas vezes num mesmo ranking”.

Cartaz do LayBack Pro apresentado pela Prefeitura de Florianópolis (Crédito: Divulgação LayBack)
Prefeitura de Florianópolis apresenta o LayBack Pro 2022, uma realização da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) com a Agência Esporte & Arte (AEA) como co-realizadora e a licenciada pela WSL Latin America para promover uma etapa masculina e feminina do WSL Qualifying Series. O evento deste ano é patrocinado pela Metha Energia, com apoio da BOLD, SIBON Charters, Goedert Group, Hotel Selina, The Search House, além da Fundação Municipal de Esportes e da Prefeitura Municipal de Florianópolis, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, Associação de Surf da Praia Mole (ASPM), com transmissão ao vivo produzida pela FIRMA.

A nova geração do surfe brasileiro brilhou na estreia do LayBack Pro em 2021. A catarinense Laura Raupp de apenas 15 anos de idade e o paulista Eduardo Motta de 19 anos, largaram na frente na corrida pelas vagas regionais para o WSL Challenger Series 2022. Eles conquistaram suas primeiras vitórias no Circuito Mundial, derrotando a peruana Melanie Giunta, 25 anos, e o cearense Michael Rodrigues, 27 anos, que mora em Florianópolis e já fez parte da elite mundial da World Surf League.

Laura Raupp fazendo história na vitória com apenas 15 anos de idade (Crédito: Marcio David / LayBack Pro)
Depois da Praia Mole, aconteceu outra etapa da WSL Latin America na semana seguinte e os rankings passaram a ser liderados pelos vencedores em Saquarema, o catarinense Yago Dora e a paulista Sophia MedinaEduardo Motta chega em Floripa para defender o título do LayBack Pro, ocupando o terceiro lugar no ranking que vai indicar dez surfistas para o WSL Challenger Series. Já Laura Raupp está na quarta e última posição no grupo das apenas quatro mulheres que se classificam, atrás ainda das peruanas Daniella Rosas e Arena Rodriguez Vargas.

Assim como em 2021, grandes nomes do surfe brasileiro, alguns que já fizeram parte da elite mundial da World Surf League, como o campeão mundial Adriano de SouzaMichael RodriguesAlejo MunizWillian CardosoPeterson CrisantoJessé MendesIan GouveiaWiggolly Dantas, já confirmaram participação no LayBack Pro 2022. Assim como todos os envolvidos e as concorrentes pelas vagas para o Challenger Series. As inscrições ainda seguem abertas até a véspera do início do evento.

Laura Raupp e Eduardo Motta festejando suas primeiras vitórias no Circuito Mundial (Crédito: Marcio David / LayBack Pro)
RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO LAYBACK PRO 2021:

FINAL DO QS 3000 MASCULINO:
Campeão: Eduardo Motta (BRA) por 11,74 pontos (6,67+5,07) – 3.000 pontos no ranking
Vice-campeão: Michael Rodrigues (BRA) com 10,50 pontos (5,50+5,00) – 2.400 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 1.950 pontos:
1.a: Eduardo Motta (BRA) 13,60 x 13,44 Yago Dora (BRA)
2.a: Michael Rodrigues (BRA) 10,50 x 8,93 Willian Cardoso (BRA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 1.500 pontos:
1.a: Eduardo Motta (BRA) 12,03 x 11,50 Raoni Monteiro (BRA)
2.a: Yago Dora (BRA) 13,67 x 6,90 Robson Santos (BRA)
3.a: Willian Cardoso (BRA) 11,27 x 8,67 Samuel Pupo (BRA)
4.a: Michael Rodrigues (BRA) 9,90 x 9,34 José Francisco (BRA)

FINAL DO QS 1000 FEMININO:
Campeã: Laura Raupp (BRA) por 11,20 pontos (5,70+5,50) – 1.000 pontos no ranking
Vice-campeã: Melanie Giunta (PER) com 10,74 pontos (6,17+4,57) – 800 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 650 pontos:
1.a: Laura Raupp (BRA) 10,00 x 8,83 Arena Rodriguez Vargas (PER)
2.a: Melanie Giunta (PER) 13,00 x 12,06 Summer Macedo (BRA)

TOP-20 DO RANKING REGIONAL DA WSL LATIN AMERICA
01: Yago Dora (BRA) – 4.950 pontos e top do CT 22
02: Willian Cardoso (BRA) – 3.450
03: Eduardo Motta (BRA) – 3.200
04: João Chianca (BRA) – 3.000 e top do CT 22
04: Alex Ribeiro (BRA) – 3.000
06: Michael Rodrigues (BRA) – 2.580
07: Wesley Leite (BRA) – 2.550
08: Marco Fernandez (BRA) – 2.450
09: Raoni Monteiro (BRA) – 2.385
10: Samuel Pupo (BRA) – 2.100 e top do CT 222
10: Robson Santos – 2.100
12: Matheus Navarro (BRA) – 1.700
12: Santiago Muniz (ARG) – 1.700
14: Jessé Mendes (BRA) – 1.650
15: Thiago Camarão (BRA) – 1.550
15: Victor Bernardo (BRA) – 1.550
17: José Francisco (BRA) – 1.500
18: Alonso Correa (PER) – 1.385
19: Renan Peres Pulga (BRA) – 1.250
19: José Gundesen (ARG) – 1.250
19: Ryan Kainalo (BRA) – 1.250

TOP-10 DO RANKING REGIONAL DA WSL LATIN AMERICA
01: Sophia Medina (BRA) – 3.500 pontos
02: Daniella Rosas (PER) – 2.900
03: Arena Rodriguez Vargas (PER) – 2.600
04: Laura Raupp (BRA) – 2.500
05: Summer Macedo (BRA) – 2.150
06: Larissa Santos (BRA) – 2.100
07: Isabelle Nalu (BRA) – 2.000
08: Sol Carrion (BRA) – 1.500
09: Tainá Hinckel (BRA) – 1.400
09: Melanie Giunta (PER) – 1.400

João Carvalho
WSL Latin America Media Manager
jcarvalho@worldsurfleague.com
+55 (48) 999-882-986
Gabriel Gontijo
WSL Latin America Communications
ggontijo@worldsurfleague.com

VOCÊ PODE GOSTAR

Deixe um comentário

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00